16 de fev de 2009

Conhecendo mais o Sonar: Rip and Burn Audio CD

Você sabia que podemos extrair faixas e queimar cds pelo Sonar?

Para extrair: File>Import>Audio CD

Para Queimar: Tools>Burn Audio CD

Conhecendo mais o Sonar: ACT

Os próximos 2 vídeos mostram como o Sonar pode ser facilmente comandado por um controlador externo. Uma grande vantagem é que o programa suporta a grande maioria dos modelos e marcas do mercado. Mesmo assim a Cakewalk lancou o V-Studio 700, uma superfície/interface controladora como tem a M-Audio e Digidesign. Quem quiser dar uma olhada, clique aqui



Conhecendo mais o Sonar: Comping & Editing Tools

Já ouvi várias vezes em todos esses anos que trabalho com áudio muita gente defender este ou aquele programa por considerar suas ferramentas fantásticas, como se os outros não tivessem. E de tudo que ouvi até hoje não tem nada que o Sonar não faça. A intenção não é ficar comparando porque isso é uma perda de tempo...o que importa é o resultado final e sua empatia com o uso do programa. Vou postar alguns vídeos que falam de funções do Sonar geralmente desconheciadas, por serem mais avançadas, com a intenção de ampliar os horizontes de quem já é usuário. Gostaria muito de ter tempo para produzir e postar os vídeos em português, mas enquanto não for possível vamos aproveitando o que tem em inglês, mesmo porque a imagem fala por si.
Este vídeo mostra como podemos gravar vários takes no mesmo canal do Sonar e organizá-los em Layers (camadas). Depois de gravados, escolhemos os melhores trechos e mutamos os demais. Para mutar um Clip no Sonar basta selecioná-lo e apertar Q no teclado (tanto para MIDI como para Áudio)
O interessante é que numa gravação de múltiplos canais podemos fazer isso agrupando os clips e editando todos ao mesmo tempo.
Para gravar em loop um determinado ponto de sua música selecione nas opções de gravação o Auto Punch, e determine o compasso (ou tempo) incial e o final do trecho.

14 de fev de 2009

Manipulando Áudio: Melodyne - DNA

Direct Note Access - é o significado da sigla DNA. Uma grande sacada para o nome, muito apropriada pelo que o plugin pode fazer. Aqui chegamos ao Top...o que todos que trabalham com áudio gostariam - poder editar um canal de áudio como se fosse um canal de midi. Mudar notas, tempo, intensidade, posição...
Fazer isso em um arquivo de áudio era impossível...não tinha como "separar" as notas de um acorde de piano ou violão gravadas. Errou, grave novamente...
Impossível? Assissta...

Manipulando Áudio: V-Vocal

Este é outro exemplo de como as ferramentes de manipulação de áudio vem evoluindo. Com o V-Vocal habilitado num canal de voz, podemos afinar, criar ou amenizar vibratos, regular a intensidade, alongar ou diminuir as notas, aplicar escalas para determinar afinação, ajustar o tempo.
O plugin mais famoso usado nos canais de voz é o Autotune - ele ajusta a finação, incui vibrato...mas o V-Vocal em termos de versatilidade está vários degraus acima.

Manipulando Áudio: AudioSnap

Desde o Sonar 6, um novo degrau de evolução foi iniciado nas ferramentas de edição de áudio. Nos vídeos de demonstração abaixo ficará fácail entender: a partir de um canal de áudio, podemos determinar no programa onde estão os tempos e os demais canais vão se encaixando nessa regra. Além dessa característica, habilitando o AudioSnap nos arquivos são criado diversos pontos de "quebra" onde temos condições de manipular a posição da onda de áudio mudando o ritmo conforme a necessidade.
Essa é uma ferramenta já um pouco antiga, porque estamos na versão 8, mas vale a pena para entender o caminho dessa evolução, até chegarmos no post acima do Melodyne - Direct Note Access.









9 de fev de 2009

Para Guitarristas - AMPLITUBE FENDER

Para aqueles que sempre sonharam em ter em suas mãoes os ampls clássicos da Fender, mas não dispuseram de alguns mil dólares para tê-los, chegou a hora da redenção. Claro que é bem diferente de ter o ampl mesmo, mas no ambiente de estúdio é uma ferramenta fantástica.
Só pra quem ainda não conhece, o amplitube é um plugin de simulação de ampls, efeitos e caixas para guitarra e baixo. Inserimos ele no canal do instrumento do software de gravação (Sonar, Logic, Pro Tools, Cubase, Nuendo)e entramos com o som de guitarra limpo no computador. E a mágica está feita...